Lifestyle

Meu Bullet Journal | Organizando 2018

Organização e criatividade são algumas das minhas metas mais importantes para 2018 e o Bullet Journal foi o método que eu elegi para me ajudar nesse sentido. 
Ano passado, enquanto eu procurava referências para meu diário de viagens, conheci e me apaixonei pelos BUJOS (apelido carinhoso para bullet journal) internet a fora. Fucei um monte de coisas a respeito e até poderia tê-lo começado antes – e essa é uma vantagem do BJ, você pode iniciar o seu quando quiser, já que é você quem vai criar e elaborar todo conteúdo, diferentemente das agendas convencionais -, mas como vinha com outras prioridades, deixei para me dedicar a isso num momento mais tranquilo.

Você deve estar se questionando: E precisa de tanta dedicação assim? Na real? Não! Mas tá aí uma coisa que eu descobri que me dá um prazer danado e por isso escolhi fazer com tamanha dedicação e carinho. 

Nele eu consigo colocar de forma sintetizada e clara, todas as informações pessoais e profissionais das quais preciso, além de poder acompanhar o meu desempenho em coisas que merecem um pouco mais de atenção, atividades que precisam virar hábitos e até minhas listas de livros e filmes que quero colocar em dias. Ah, e se você foi adolescente lá pelos anos 2000 e teve uma agenda na qual anotava todas as coisas que fazia, colava a embalagem do sonho de valsa ou o ingresso do cinema que você foi com o crush… é mais ou menos isso!

O fato de você poder customizá-lo também te permite um espaço (ou vários) para suas lembranças, experiências e rotinas.  Eu tive várias agendas tipo diário e senti muita falta delas em vários momentos, até porque minha memória não é lá grandes coisas e quando resolvia falhar eu sempre recorria a elas para relembrar situações importantes ou divertidas, mas daí a gente vira adulto e algumas coisas se perdem. O BUJO  também resgatou um pouco disso em mim. 

Outro fator importante é que ele também é um espaço que me permite ser criativa, no qual pratico alguns dos meus hobbies favoritos do momento como Hand Lettering, Brush Lettering, Desenho e Aquarela, por exemplo. Mas é claro que você não precisa ser foda e nem mesmo gostar de nada disso para começar o seu. Ele pode ser simples, minimalista, objetivo, prático, sem nada dessas coisas, só precisa ser funcional, cumprir com o objetivo de te ajudar no quesito organização. 

Ao longo do ano eu pretendo ir mostrando um pouco mais dessa experiência aqui e nas outras redes (se você ainda não e segue passa lá no instagram @magnifiquese e @lu_olivers e não esquece do youtube).

Mas e vocês, já conheciam ou já tinham ouvido falar em Bullet Journal? Como costumam se organizar?

Ah, não deixe de conferir a nossa página no Pinterest, tem um monte de inspiração legal que eu separei pra vocês!

Comments 2

  1. Tirando o momento que é citado hand lettering e derivados (pois não sei desenhar nem um home palito rs), parecia que eu tinha escrito este post! Também ando pesquisando bastante sobre Bujo e, para 2019 com bastante calma, vou utilizar um.

    :***

    Patty
    Blog Cute Nails
    Fanpage Cute Nails
    Instagram

    Reply
    • MAGNIFIQUE(SE)

      Que legal, Patrícia!
      Tenho uma pasta com um monte de inspirações no pinterest, inclusive com um mais minimalistas pra quem prefere esse estio ou não tem habilidades com desenhos e etc.
      Espero que goste e volte sempre.
      Xêro!

      Reply

Leave a Reply to MAGNIFIQUE(SE) Cancel reply